Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

assistenciasocial
Assistência Social realiza ação preventiva abuso infanto-juvenil nas escolas

Publicado em 01/06/2022 às 14:04 - Atualizado em 14/06/2022 às 13:29

Nesta terça-feira, 31, foi encerrada a programação do teatro sobre abuso infanto-juvenil nas escolas. Maio é reconhecido como mês de prevenção contra abuso e violência sexual de crianças e adolescentes. Pensando nisso, a Secretaria de Assistência Social de Guabiruba, além de produzir e distribuir panfletos informativos, também realizou uma programação com teatros nas escolas.

O teatro apresentado aos estudantes contou a história de uma menina abusada pelo tio. Sua mãe não sabia do caso, pois ela tinha medo de contar, visto que era ameaçada pelo familiar. Foi quando seu professor suspeitou do comportamento da aluna que ela teve coragem de comunicar. Prontamente, sua mãe foi informada do acontecido e tomou as devidas providências, denunciando o tio à polícia.

A ação foi realizada em conjunto com a turma de Teatro da Fundação Cultural. Maria Clara Pontaldi, 13, foi a atriz que interpretou a menina, um importante papel desempenhado na função de alertar os estudantes. “Fiquei bem ansiosa com toda a pressão para fazer este personagem. Confesso que não foi fácil, mas é muito necessário para os alunos poderem ter noção da gravidade do assunto.”

A organização da campanha foi por conta da assistente social Fabiana Cavalheiro Minsky e da psicóloga Franciane Kohler. Para elas, a peça teatral alcançou os objetivos, que eram levantar uma discussão sobre o tema, bem como levar informações sobre os canais de denúncia e os serviços que o município tem para atender essa demanda. “Cabe ressaltar que o mês de maio é o alusivo a prevenção contra abuso e violência sexual de crianças e adolescentes, porém entendemos ser um assunto complexo e necessário ser discutido em todos espaços”, afirmam.

“A Secretaria de Assistência Social juntamente com a Equipe de Média complexidade viu a necessidade de discutir esse assunto tão importante e delicado. Quero agradecer as parcerias que tivemos da Fundação Cultural, que prontamente nos atendeu, e aos atores que realizaram o teatro, bem como a Secretaria de Educação, que cedeu o espaço nas escolas para apresentação do teatro para que assim essa informação chegasse de uma forma lúdica ao público infanto-juvenil. Pois, não podemos nos calar, que sejamos a voz de quem muitas vezes não podem se defender sozinhos”, comenta a secretária de Assistência Social Neide Hort.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar